autora do blog

autora  do blog
Utilidade publica

Sobre o blog

FALANDO UM POUCO DE TUDO.
DOS SONHOS, A REALIDADES, COM GRAÇA.
+ ATUALIDADES
MODA.
SAÚDE
CURIOSIDADES
NOTICIAS ATUAIS
UTILIDADE PULICA

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Mudanças na economia após a saída da Dilma


Uma pergunta está no ar. Quais serão as mudanças na economia após a saída da Dilma? Será que podemos apostar na volta do crescimento?
Seja por impeachment, impugnação da chapa pelo TSE ou suicídio, quais seriam os reflexos da saída de Dilma na economia agonizante do nosso país? Essa é a grande dúvida que assola milhares de empreendedores.
Achar que pelo simples fato do PT deixar o poder as coisas vão melhorar é uma ilusão. O Brasil sofre neste momento de problemas econômicos e financeiros gravíssimos, e não é a simples troca de comando que resolverá isso.
O empreendedor precisa ter um cenário bem definido para poder fazer seu planejamento, e por isso, neste momento crítico do país saber quais seriam as mudanças na economia após a saída da Dilma é fundamental para o planejamento estratégico de qualquer um.

A situação atual do país

Estamos em um momento econômico trágico. A economia passa por uma gigantesca recessão que só não é percebida de forma mais clara por grande parte da população, porque o noticiário político não tem deixado muito espaço para as notícias econômicas.
A taxa de desemprego cresce assustadoramente, empresas estão fechando por todo o território nacional. As taxas de juros sufocam os pequenos e médios empreendedores que precisam buscar financiamento para capital de giro e o mercado está retraído diante das incertezas.
Estamos em um momento econômico perverso, onde o Gobierno se esqueceu completamente que para ter um país para governar, precisa em primeiro lugar, ter um país efetivamente. Nossa economia vai para o ralo a cada dia, enquanto a Dona Dilma e seus asseclas, tentam desesperadamente continuar no poder.
Quais são os nossos problemas? Só para citar alguns:
  • Infraestrutura apodrecendo, reduzindo assim nossa capacidade competitiva no mercado internacional;
  • Gastos públicos completamente fora de controle e tendendo ao caos em função da crise política;
  • Perda de confiança na economia, tanto da parte dos investidores nacionais quanto internacionais;
  • Falta de um planejamento macroeconômico que vá além das conveniências políticas imediatas do partido no poder;
  • Preciso ir mais além?
Essa é uma verdadeira visão do inferno em termos econômicos. Por isso mesmo, na iminência de mudanças, precisamos sim pensar em quais serão as mudanças na economia após a saída da Dilma, pois sem este fato, a única saída é o aeroporto.