autora do blog

autora  do blog
Utilidade publica

Sobre o blog

FALANDO UM POUCO DE TUDO.
DOS SONHOS, A REALIDADES, COM GRAÇA.
+ ATUALIDADES
MODA.
SAÚDE
CURIOSIDADES
NOTICIAS ATUAIS
UTILIDADE PULICA

quarta-feira, 23 de março de 2016

Sexo pode ser o melhor Antidepressivo Natural

O sexo pode funcionar como um antidepressivo natural, pois as alterações químicas que acontecem no cérebro durante e após o contato íntimo podem ajudar a melhorar o humor, aumentar a líbido e a confiança, diminuindo os efeitos da depressão.
O contato íntimo produz alterações químicas cerebrais que melhoram o humor devido a liberação de testosterona, estrogênio, serotonina e prostaglandinas na corrente sanguínea, hormônios que regulam as funções do corpo e a capacidade de lidar com o estresse. Assim, uma vida sexualmente ativa pode ajudar a manter os níveis hormonais adequados, o que vai ajudar no tratamento da depressão.

Dicas para manter uma vida sexual ativa enquanto está com depressão

Manter uma vida sexual ativa enquanto está com depressão pode ser um desafio, pois esta doença acaba com a líbido e desejo sexual mas, isto com dedicação e acompanhamento médico pode conseguir manter uma vida sexual ativa que vai contribuir para as suas melhoras. Assim, existem algumas dicas que podem ajudar a manter uma vida sexual ativa enquanto luta contra esta doença, como:

1. Entender o que mais gosta no sexo e explorar outros horizontes

Conseguir entender o que mais o atrai no contato íntimo com o seu parceiro é uma boa forma de começar a contornar a falta de desejo sexual. Muitas vezes, apenas de ideia de manter um contato sexual pode parecer demasiado cansativa e custosa, sendo por isso importante focar o contato íntimo nos seus gostos e interesses. Além disso, experimentar outras formas de fazer sexo também pode ajudar, pois podem ser encontradas outras formas que aumentam o prazer e facilitam a chegada ao orgasmo.

2. Conversar com o seu parceiro

Conversar com o seu parceiro sobre como se sente e sobre a sua falta de desejo sexual pode ser de grande ajuda, pois desse modo ambos podem assim começar a combater esta falta de desejo de outras maneiras, reduzindo também a ansiedade e medo que pode existir em relação a este assunto.

3. Não esperar por apenas quando tem vontade

Sexo apenas é bom quando se tem vontade, porém, se está passando por uma depressão, essa vontade parece nunca surgir ou o momento parece nunca ser o ideal. Assim, é importante que não evite constantemente o seu parceiro ou parceira, fazendo de vez em quando um esforço para que o momento surja.

4. Focar no tratamento da doença

É importante focar no tratamento da doença e não no sexo e na falta de desejo sexual, pois esta falta de desejo pode causar insegurança, medo e ansiedade, prejudicando o seu relacionamento e podendo mesmo agravar a doença.
A relação que existe entre o sexo e a depressão pode ser complicada, pois enquanto que por um lado o contato íntimo estimula a produção de hormônios, melhorando o humor, autoestima e atenuando os restantes efeitos da depressão, por outro lado, a depressão é uma doença que acaba com a libido e o desejo sexual e que rouba a segurança e confiança. Assim, para que possa ultrapassar a sua depressão com maior facilidade, é importante que mantenha uma relação intima ativa e saudável com o seu parceiro e é importante não focar apenas na falta de desejo sexual mas também no tratamento da da doença, que deve ser indicado e acompanhado por um psiquiatra.
Além disso, para contribuir para um melhor controle das alterações hormonais, deve também buscar ter uma boa alimentação e horas de sono regulares e deve tentar praticar uma atividade física para combater o cansaço físico e mental associados a esta doença. Veja outras dicas que podem ajudar a a ultrapassar a depressão em