autora do blog

autora  do blog
Utilidade publica

Sobre o blog

FALANDO UM POUCO DE TUDO.
DOS SONHOS, A REALIDADES, COM GRAÇA.
+ ATUALIDADES
MODA.
SAÚDE
CURIOSIDADES
NOTICIAS ATUAIS
UTILIDADE PULICA

sábado, 12 de março de 2016

INFIDELIDADE

Está desconfiando?
 Alguns dos sinais mais comuns da infidelidade masculina mostram se realmente sua desconfiança tem fundamento.
A maioria das mulheres tenta entender por que os homens andam sempre com o pensamento em outras mulheres, traindo-as até mesmo mentalmente e vivem sempre em um estado de alta excitação sexual. Enquanto muitos homens tentam reprimir seus desejos, outros traem sem o menor pudor. O maior medo das mulheres é a traição. A traição é algo que gera ciúmes, medo, insegurança e incerteza no relacionamento.

Sinais

A maioria dos homens começa a dar desculpas e começa a cada vez mais ter menos tempo para a sua parceira e o desejo sexual vai sendo afetado, principalmente quando o relacionamento já não está bem e os homens acabam indo procurar uma maneira de se satisfazerem fora de casa e isso faz com que o homem não se sinta mais atraído pela esposa.
Para manter um relacionamento estável, feliz e duradouro é necessário que ambas as partes estejam felizes e satisfeitas no namoro ou casamento e que os dois lutem para garantir um equilíbrio e estabilidade no relacionamento.
Quando a distância, brigas e o mau companheirismo começam a fazer parte da vida de um relacionamento é preciso que fiquem atentos, pois é neste momento difícil da vida que tanto o homem como a mulher começam a olhar para outras pessoas e consequentemente se sentem atraídas e muitos acabam traindo.
Os homens quando traem sempre resistem em mudar o comportamento quando a mulher está insatisfeita e com isso começam as brigas e discussões.

Como resolver

É preciso sempre que os casais saibam equilibrar os compromissos e o relacionamento, mantendo sempre a chama acesa, nunca perder o companheirismo, o amor, o tempo para o casal se divertir sozinho, fazer amigos, viajar sem os filhos, enfim, ter uma vida a dois, mas sem deixar de lado os compromissos da vida adulta.