autora do blog

autora  do blog
Utilidade publica

Sobre o blog

FALANDO UM POUCO DE TUDO.
DOS SONHOS, A REALIDADES, COM GRAÇA.
+ ATUALIDADES
MODA.
SAÚDE
CURIOSIDADES
NOTICIAS ATUAIS
UTILIDADE PULICA

segunda-feira, 21 de março de 2016

Ministro Jaques Wagner sugeriu cerco e porrada para evitar a prisão de Lula no dia 10

O ministro Jaques Wagner (Casa Civil) sugeriu ao presidente do PT, Rui Falcão, que fosse feito um cerco ao hotel Pestana, no último dia 10, onde Lula se reunia com empresários e sindicalistas, para impedir a execução do pedido de prisão preventiva do ex-presidente. Wagner disse que tinha até "que sair na porrada" para evitar a prisão do líder petista.
Naquele dia, os promotores Cassio Conserino, José Carlos Blat e Fernando Henrique Araújo pediram a prisão preventiva de Lula no processo sobre a Bancoop, cooperativa habitacional dos bancários, responsável pelo projeto do apartamento tríplex no Guarujá, que foi reformado pela OAS para a família do ex-presidente. O caso investigado pelo MP-SP não tem relação com as investigações da operação Lava Jato. O presidente nacional do PT,  Rui Falcão, ligou para Jaques Wagner 
aflito com a possibilidade do Lula ser preso a pedido da Justiça paulista.
Logo no começo da conversa, gravada pela Polícia Federal e divulgada ontem pelo juiz Sergio Moro, o ministro Jaques Wagner faz uma ressalva alertando sobre o grampo no celular usado pelo presidente Lula: "Ele sabe as condições que tão o celular dele, né?", disse o ministro. Mesmo assim, o celular é passado para o presidente do PT. "Oi Jaques, o louco do Consertino aqui pediu a preventiva do Lula".
Rui Falcão explica que precisa de alguma ajuda do governo: "Alguma iniciativa vocês precisam tomar. Porque tá na mão de uma juíza da quarta vara que não sabe quanto toma decisão, mas pode tomar decisão hoje".

Na conversa, que aconteceu no dia 10 de março, às 17h34, com duração de quatro minutos e vinte e seis segundos, Rui Falcão já falava da manobra de Lula ser nomeado ministro para ter direito a foro privilegiado no STF (Supremo Tribunal Federal). 
— A outra coisa é o seguinte: se nomear ele hoje, o que que acontece?
A resposta do ministro Jaques Wagner foi: "Aí não sei, eu tô por fora". Wagner também perguntou se Lula já tinha aceitado ser ministro.  O presidente do PT contou então que havia uma pressão grande para que ele aceitasse. "Não, mas nós “tamo” todo mundo pressionou ele aqui. Fernando Haddad (prefeito de São Paulo), todo movimento sindical, todo mundo", disse Falcão.
Então Jaques Wagner sugeriu que fosse feito um cerco em torno de Lula para evitar a prisão preventiva. "Eu acho que tem que ficar cercado em torno do prédio dele e sair na porrada, Rui". O presidente do PT descartou o uso de violência. "Tem nada". 
Rui Falcão pediu que Jaques Wagner alertasse a presidente Dilma e que tomasse "a decisão de estado maior" para garantir o foro privilegiado do ex-presidente.